Desabafo

Não sou uma pessoa triste. Posso ser séria, mas triste, não. De verdade, nem tenho motivos para ficar triste. Desde que fiquei noiva, há tantas coisas acontecendo na minha vida que só tenho a agradecer. Mas nos últimos dias ando meio decepcionada com algumas coisas que surgiram. Que viraram minha vida de cabeça para baixo e que, apesar de (quase) tudo ter voltado ao normal, deixaram sequelas. Que não serão curadas facilmente.

É muito difícil perceber quantas pessoas existem ao seu redor que querem simplesmente ficar bem em cima de você. E que simplesmente não se importam se você pensa, fala, respira, tem vida, sentimentos e que tudo tudo o que acontece conosco gera consequências. E que dói. Muito.

Às vezes temos planos tão certinhos. Batalhamos. Trabalhamos duro. Acordamos cedo. Ou tarde e dormimos muito tarde. E quebramos a cara muitas vezes para conseguir o que queremos. E aturamos chefe de mau humor, chefe de bom humor, colega que não te respeita. Colega que quer passar por cima. Colega que quer pegar o crédito pelo seu trabalho. Gente com cara feia. Gente com péssimo humor. Gente que se acha superior. Gente que acha que você se acha superior. Mesmo que você não se ache. E temos que reverter situações. E rever conceitos. E lutar dia a dia para mantermos emprego, dignidade, profissionalismo e ânimo. Tudo para conseguirmos dinheiro para pagar contas. Dinheiro para realizar sonhos. Dinheiro para se divertir. Dinheiro. Afinal, se todo mundo fosse rico, ninguém trabalharia. E não teríamos que aturar nada disso.

No fundo, sei que tudo acontece por  alguma razão. E temos apenas que ter força para enfrentarmos (e é esta a tatuagem que eu carrego no pulso, para a qual sempre olho quando acho que me falta). Mas não quer dizer que não ficaremos triste. É só uma pena, sabe? Porque as pessoas nos decepcionam muito.

E quando penso nisso tudo lembro apenas o quanto sou abençoada por ter uma família tão maravilhosa. Que me apóia em qualquer situação, inclusive nas minhas aventuras casamentícias, que me cobram no momento certo, que me dão bronca quando devem, que não passam a mão na minha cabeça e me fazem reconhecer meus erros e me amam de verdade. Mesmo com todos os meus defeitos. Com todos os erros que cometo. Tenho bons amigos (poucos. De contar nos dedos), com quem sei que posso contar em algum momento necessário. E um noivo maravilhoso. Que me dá coragem para superar. E que me dá a mão para mostrar que posso superar qualquer coisa ao seu lado. Isso me tranquiliza. E me faz respirar fundo e seguir em frente. Porque sei que o futuro que me aguarda me deixará muito feliz.

20120124-175312.jpg

Anúncios

Um comentário sobre “Desabafo

  1. E assim mesmo, vc ainda pode contar com sua familia eu, digamos que nem sempre posso mas tenho meu noivo que me dá bastante forças! E Jesus minha fonte de inspiração 😀

    Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s