Meus convites (quase prontos)

A história dos meus convites eu já contei por aqui. Resumidamente, resolvi que eu faria a papelaria, perdi o pendrive que continha todos os arquivos, me estressei e contratei a Camis (Noiva Diferente), que faz tudo tudo tudo o que eu quero com a maior paciência do mundo.

Da época em que eu faria minha papelaria sozinha até agora algumas coisas mudaram: o convite seria uma janela com impressão central em papel branco e fechado com uma renda preta. Acontece que a minha renda preta é importada e não encontro mais para vender e o porta-guardanapos é com a mesma renda. Ou teria uma coisa ou teria outra. O que eu fiz? Mudei a renda e, por consequência, as cores dos papeis.

O layout do convite ficou pronto há algum tempo, mas a minha ideia inicial era imprimir em casa. Cheguei a comprar um papel 180g texturizado (papel pérsico – uns R$ 15 o pacote com 50 unidades na Kalunga), mas o resultado não fiou muito bom. Comprei, então, um papel preto 180g (R$ 16 o pacote com 50 unidades na Matsumoto) pra colar a impressão (em papel branco). Também não funcionou. Minha mãe achou que não ficou com cara de convite de casamento.

Então lá fui eu buscar soluções. Em pleno sábado, faltando poucos dias para completar três meses na contagem regressiva. Mandei o convite para a gráfica (ao lado de casa – juro que esqueci que moro perto de uma faculdade repleta de gráficas ao redor). Papel normal, sulfite só que 240g (R$ 1,10 a impressão – cada folha com dois convites). Ficou bem melhor. As tags individuais e de lista de presente imprimi no mesmo papel. Eles que refilaram pra mim.

Fui, então, até a VSP Papeis Especiais (do lado do trabalho!) escolher um envelope para agradar a minha mãe (segundo ela, faltava um envelope)… Olhei um milhão de opções e resolvi que realmente não gostava do envelope. Peguei alguns papeis de amostra para montar em casa e ver se conseguia aprovação geral, inclusive do Fê. E deu certo! Escolhi um papel ônix telado 240g (R$ 118,00 o pacote com 100 unidades). E comecei a montar. A impressão é menor que um A5 pra ficar a bordinha. Ela é colada (com fita dupla face nas quatro bordas) sobre o lado sem textura do papel ônix A4 dividido ao meio. Cada convite tem um pacotinho com tags individuais e de lista de presente envolvido com papel manteiga (coloquei uma bolinha transparente para fechar) e prendi no convite com mini clips (foi menos de R$ 5 a caixinha com 100 unidades na Matsumoto).

Colei cada uma das rendas (brancas – 20 e poucos reais o rolo com 50 metros na loja Comercial Maluli) com cola quente para unir as pontas e formar as cintas. Depois peguei a fita de cetim branca (menos de R$ 5 o rolo com 10m) também e fiz os lacinhos seguindo aquele vídeo tutorial que eu já tinha postado aqui. Por fim, peguei o papel texturizado branco 180g que já tinha comprado anteriormente e imprimi as tags com os nomes dos convidados. Refilei as tags e colei também com cola quente sobre a fita de cetim. E voilà.

Mas ainda falta muita coisa…

20120802-105600.jpg

20120802-143332.jpg

20120802-105608.jpg

Anúncios

2 comentários sobre “Meus convites (quase prontos)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s